Receba notícias, dicas e materiais para ter uma
rádio online ou web tv de sucesso!

 
 

Fake News: Saiba como identificar e evitar que aconteça na sua rádio online

Fake News: Saiba como identificar e evitar que aconteça na sua rádio online

Em vez de ler, que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo:

Insira aqui seu e-mail para ouvir os posts da KSHOST.

Vivemos na era da Fake News, não podemos mais confiar em todas as notícias que são vinculadas, tanto na TV, jornal impresso, rádio e principalmente na internet e redes sociais. São inúmeros os fatos com informações erradas propositalmente para manchar a reputação de alguém ou de uma empresa, geralmente com chamadas sensacionalistas. Para os proprietários desses veículos, veicular notícias falsas prejudica a imagem para o público. No caso da rádio online não é diferente. É preciso tomar uma série de cuidados para evitar esse tipo de enganação.


O termo fake news, que na tradução do inglês significa notícias falsas, prejudica não só o entendimento dos cidadãos sobre o que de fato está acontecendo no Brasil e no mundo, mas também interfere na vida dos profissionais de mídia, que estão a mercê de fontes de informações não confiáveis, além de ser usados como porta de entrada para escândalos.


Segundo um estudo realizado este ano, em doze anos de publicações no Twitter, 126.000 fake news foram disseminadas entre os usuários, por mais de 4 milhões de pessoas. Além disso, também foi analisada a rapidez que essas notícias chegam para o público, sendo mais rápida que as notícias reais veiculadas em mídias confiáveis. Isso se dá porque nossa mente tem a tendência de acreditar em notícias que confirmam crenças ou opiniões próprias, evitando acreditar nas que se demonstram o contrário disso, o que facilita a disseminação das fake news.


Gostando do artigo?
Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do nosso blog.

 


No caso específico das rádios online, a disseminação de notícias não verdadeiras é bastante instantânea, já que o seu meio de veiculação é online. Ou seja, tudo que é veiculado na internet ganha corpo antes do que nas mídias tradicionais, como rádio FM/AM, TV, jornal e revista. No caso das redes sociais, essa transmissão é ainda mais rápida, já que todos estão conectados a elas na maior parte do dia.


Para evitar que a reputação da sua rádio web seja manchada com a veiculação de notícias fake, separamos algumas dicas de como identificá-las e evitar que sejam divulgadas. Confira:


Apure bem


Analisar a fonte de informação é um dos principais trabalhos de um jornalista ou de um veiculador de notícias. No caso da rádio web, apesar de muitos não darem a sua devida importância, essa apuração deve ser feita por completo, a fim de analisar e filtrar o que realmente é fidedigno ou não.


Para isso, analise em outros sites, jornais impressos, na TV e em rádios tradicionais se aquela notícia está sendo veiculada daquela maneira, ou até mesmo telefone para algum órgão ou pessoa relacionada ao fato em questão, a fim de confirmar a sua autenticidade. Procure pesquisar nas mídias mais tradicionais e confiáveis no cenário jornalístico.


Caso a notícia tenha chegado através de sites desconhecidos ou com aparência suspeita, desconfie logo de cara. Além disso, caso a notícia seja um tanto estranha, como a morte de alguma pessoa famosa, algum atentado terrorista ou algo nesse nível, essa apuração se faz ainda mais necessária, pois pode impactar diretamente na vida de quem a escuta.


Confirme com outras fontes


Além de confirmar a autenticidade da notícia, verifique mesmo assim com outras fontes além das já utilizadas se aquele fato pode ser entendido da mesma maneira. Além disso, é interessante ter um posicionamento exclusivo sobre uma notícia que já está sendo veiculada em outras mídias, a fim de complementar o entendimento dos seus ouvintes e evitando ao máximo a distorção de algum detalhe.


Evite a sua interferência


A questão da imparcialidade é bastante delicada no meio jornalístico, independentemente da mídia de veiculação de notícias, principalmente quando falamos sobre política. Em ano de eleição, são comuns as matérias com tons tendenciosos que mostram apenas um lado da notícia para favorecer ou desfavorecer certo candidato.


Além disso, o recorte de um trecho de um áudio ou a leitura de apenas uma parte de uma notícia, mesmo que real, não deixa de ser uma fake news, já que o intuito não foi de informar, mas sim distorcer a realidade completa com trechos tendenciosos.


Por isso, procure ler e saber sobre uma história que chegue a sua rádio por completo e a noticie por completo também, caso seja confirmada. Isso permite que os seus ouvintes saibam dos dois ou mais lados do fato, sem que haja a aparência de uma parcialidade para algum deles. Ao tomar esse cuidado, a reputação da sua rádio será bastante positiva, já que você se preocupa em informar sem interferências externas.


Analise a data


Muitas vezes, chegam em nossas mãos notícias que nos parecem recentes, mas que na verdade já aconteceram anos atrás. Isso também é considerado uma fake news, uma vez que aquele fato não está realmente acontecendo. Portanto, procure checar em publicações de outros locais se essa notícia já não foi publicada anteriormente.


Além disso, por mais que haja fatos novos de um mesmo acontecimento, procure fazer uma retrospectiva para deixar claro o que aconteceu antes de o fato chegar ao estágio atual. Isso evita que conclusões errôneas e uma fake news não intencional.


Analise o tom da notícia


Muitos colunistas, comentaristas e jornalistas de gêneros mais diferenciados publicam tiras ou notícias satirizando alguma notícia em questão, como forma de opinar sobre o fato. Para evitar noticiar sátiras, busque as matérias publicadas pelo autor anteriormente, a fim de descobrir se esse gênero é predominante em suas publicações. Com isso, sua rádio online não passa por ingênua ou satírica sobre algum fato.


Outro cuidado também e o de investigar o posicionamento de um jornalista sobre determinado assunto. Muitos se posicionam claramente contra ou a favor sobre algo, o que pode interferir na realidade de um fato. Por isso, pesquise a fundo outras matérias já publicadas por ele, vídeos realizados e opiniões nas redes sociais. Isso pode ajudar a identificar uma tendência e uma distorção de fatos.


Utilize checadores automáticos


Algumas instituições brasileiras já criaram sites que trabalham exclusivamente para identificar e alertar sobre fake news divulgadas em veículos de comunicação e redes sociais. O próprio Facebook tem essa função de auxiliar nessa identificação, além de contar com uma seção exclusiva para orientar sobre o reconhecimento de notícias falsas.

    Compartilhe esse artigo

Deixe seu comentário