Receba notícias, dicas e materiais para ter uma
rádio online ou web tv de sucesso!

 
 

Como utilizar as redes sociais para gerar interatividade na sua rádio

Como utilizar as redes sociais para gerar interatividade na sua rádio

Montar uma rádio online é algo que hoje pode ser feito por praticamente qualquer pessoa. Basta possuir computador, microfone (Caso queira fazer transmissões ao vivo) e uma boa conexão com a internet. Uma vez iniciada a empreitada, é importante divulgar a sua estação e abrir um diálogo estreito com a audiência. Não sabe como utilizar as redes sociais para gerar interatividade na sua rádio? Neste artigo vamos indicar alguns caminhos para usar estas ferramentas de comunicação em favor da sua atividade radiofônica.


Do ponto de vista de quem pretende oferecer conteúdo de relevância para o público-alvo, a interação começa no destaque dado à informação. Antes disso, no entanto, é importante definir o segmento no qual você estará inserido. Esta delimitação é indissociável da apresentação de bom material. É fator que vai moldar inclusive a forma de se comunicar com a audiência quando você estiver nas mídias sociais. Algo simples de se entender se pensarmos em alguns exemplos. Imagine basicamente que uma rádio jornalística não poderia apresentar o mesmo tom e linguagem que outra voltada para o entretenimento.


Quanto ao público que você encontrará nas diferentes plataformas este tende a ser bastante segmentado. Já a interação acontecendo de forma imediata não é novidade para o rádio. É a recorrência com que esta acontece na internet que se torna um desafio. Neste ambiente o diálogo precisa ser mantido de forma a sustentar uma relação contínua e de qualidade com o público. Isso significa que a fidelidade do ouvinte, comum no radialismo analógico, deve ser trabalhada de outra forma aqui. Para utilizar as diferentes redes e plataformas disponíveis ao seu favor é preciso conhecer primeiro a natureza de cada uma.


A natureza das redes sociais


A interação é uma característica intrínseca às redes sociais. Porém muito antes que existissem Facebook e Twitter o rádio já se apresentava como uma mídia interativa. Ainda hoje as ligações telefônicas são parte integrante de muitas atrações radiofônicas. O que queremos dizer com isso, é que o bom radialista já está preparado para transformar sua comunicação em diálogo. Agora na internet cabe descobrir novas formas de incentivar a participação do público-alvo.


Neste afã, muitos cometem o engano de criar páginas em todas as redes sociais possíveis. O que não é necessário. Pois de acordo com o perfil da sua audiência, há uma ou duas redes mais indicadas. Outras plataformas podem não oferecer o engajamento e retorno esperado. Sabe-se que Facebook e Twitter são redes que falam aos jovens – sobretudo a segunda. A despeito disso, há uma faixa crescente de pessoas maduras utilizando estes sites. Logo, o conteúdo oferecido nestes casos pode ser de interesse geral e abrangente – notícias – ou despojado e musical.


O Instagram, embora voltado para a imagem, também pode servir para divulgação entre a parcela mais jovem dos internautas. Agora, se você trabalha uma programação realmente sóbria, talvez uma rede com tons executivos como o LinkedIn seja mais adequada. Definido o perfil do seu ouvinte e as redes mais eficazes para estabelecer uma relação, o que fazer depois? É a partir daí que serão estabelecidos os tipos de postagens e a forma de participação da audiência. Sobre as possibilidades oferecidas pelas diferentes redes, apontamos alguns caminhos no tópico seguinte.


Como utilizar as redes sociais para gerar interatividade na sua rádio e estreitar a relação com os ouvintes


Independentemente da segmentação na qual se insere a sua rádio, os conteúdos nas redes devem ser informativos e relevantes. As postagens devem ser entendidas como uma extensão daquilo que é feito nas transmissões. Se o foco é jornalístico, as suas páginas nas mídias sociais apresentarão notas e até mesmo aprofundamentos de alguns assuntos. Sempre respeitando o formato em questão. Um benefício é que materiais bem escritos e coerentes tendem a ser compartilhados. Fato que leva a sua rádio a ser apresentada para novas pessoas.


Gostando do artigo?
Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do nosso blog.

 


Do ponto de vista prático, portanto, este é um caminho para divulgação espontânea do seu trabalho. Na hora de interagir, transforme as redes sociais preferidas do seu público naquilo que era o telefone tradicionalmente. O Twitter, por exemplo, pode servir para pedidos de música. Para as participações com opiniões sobre um determinado assunto, áudios de WhatsApp são uma boa pedida.


No Facebook, por sua vez, cabem diversas sugestões e enquetes. Lembrando também que esta é uma das redes onde é possível detalhar os conteúdos apresentados na sua rádio. Neste e em todos os outros casos, vale sempre divulgar links para blogs e sites da sua estação. Se estiver alinhado ao conteúdo, alguns memes também podem ser postados na sua fanpage. Apenas lembre-se de ter moderação com este material. Mesmo que o seu foco seja o entretenimento, é preciso manter o profissionalismo.


Adequação, divulgação e promoções


Acima vimos alguns exemplos de como utilizar as redes sociais para gerar interatividade na sua rádio. Em todos eles é importante adequar a mensagem ao formato da mídia em questão. É por isso que o tamanho dos textos e a linguagem utilizada irá variar de acordo com a plataforma. Para algumas pode valer até mesmo complementos como vídeos rápidos. O importante é falar a mesma língua que a audiência para gerar engajamento.


Aproveite estes espaços para divulgar a sua programação e também as suas ações promocionais. Esta é uma estratégia muito comum na rádio tradicional. Afinal, é um caminho rápido para aumentar a audiência e envolver os ouvintes. Além da facilidade para informar sobre promoções, uma boa vantagem apresentada pelas redes sociais é o espaço para divulgar regulamentos. É importante que a suas promoções possuam regras claras e bem definidas. Todos os detalhes e condições podem ser deixados à disposição dos ouvintes nas suas fanpages.


Com um bom engajamento do público, fica mais fácil conquistar parcerias também. O que facilita justamente a criação de ações promocionais. E o melhor de tudo é que não é necessário oferecer um brinde de alto valor nestes casos. O mais importante é que seja algo que chame a atenção da sua audiência e tenha utilidade específica para estas pessoas. É muito comum também que estas ações envolvam curtir e compartilhar à sua página. O que termina por ser mais uma forma de divulgar o trabalho da sua rádio.


Conclusão


Neste artigo você viu como utilizar as redes sociais para gerar interatividade na sua rádio. As oportunidades oferecidas por estas plataformas são inúmeras e com estratégias bem planejadas os resultados são garantidos. Basta levar em consideração o que apontou a pesquisa We are Social de 2017. O levantamento estima que as marcas tendem a conquistar retorno 5 vezes maior do que o seu investimento nas redes. O principal motivo é que o engajamento dos usuários está acima de 50% nas principais plataformas.


Os benefícios conquistados a partir disso são muitos. Desde a produção de um conteúdo de qualidade com base no feedback do público até ganhos em reputação. Fator este que aumenta a chance de boas parcerias, e claro, ajuda a nutrir a audiência e conquistar novos ouvintes. Podemos concluir assim, que as redes sociais fazem parte de um ciclo para conquistar e manter o público-alvo. E são na mesma proporção uma ferramenta para aperfeiçoar e expandir os trabalhos da sua rádio.

    Compartilhe esse artigo

Deixe seu comentário